Páginas

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Vou te contar uma história...(1)

Bem antes de escrever

Venho me pego pensando

Em que sem motivo pensar

Como que em estado de encanto

Me pego falando de múltiplas coisas

Tempo de espanto em descobertas

Muito agudo até musical

Fazendo de mim

Contador de histórias

Fatos da vida

Coisas de cada dia

Pequenas grandes

De vários tamanhos

De todas as formas

Que estão por aí

E chegam a mim

Como a força

De atração de um ímã

Que retém aquilo que é seu

Complemento de força

E assim vai-se o tempo

De tão atarefado

Por não esperar

Nem nunca parar

Caminha ao meu lado

Pra relembrar-me

De que aqui não pertenço

Apenas estou

Porque me foi outorgado

O direito de vida

Que ainda estou por descobrir

O sentido de tal manifestação

Que parte de um início

Que julgo ser tão simples

Ao ponto de tudo fazer

Um único SER

De infinita amplitude

E em tudo estar

E é por isso que vou te contar

Uma história que parte de um início

Sem fim pra parar...

(1 – Continua...)

Postar um comentário