Páginas

quarta-feira, 4 de março de 2015

O Filme o Palhaço !

 
         O Palhaço conta a história vivida pelo palhaço Benjamin (Selton Mello) e seu pai Valdemar (Paulo José) num circo mambembe durante os anos 70. Benjamim (Selton Mello) trabalha no Circo Esperança junto com seu pai Valdemar (Paulo José). Juntos, eles formam a dupla de palhaços Pangaré & Puro Sangue e fazem a alegria da plateia. Mas a vida anda sem graça para Benjamin, que passa por uma crise existencial e assim, volta e meia, pensa em abandonar o circo. Seu pai e amigos lamentam o que está acontecendo com o companheiro, mas entendem que ele precisa encontrar seu caminho por conta própria. Benjamin, então, decide viver como um funcionário comum e isto afeta todos ao seu redor e ele próprio. Posteriormente, triste, cai na real e vê que ser palhaço é a única coisa que sabe fazer e que faz as pessoas rirem espontaneamente, assim volta feliz a trabalhar no circo.
         É um filme que revela a violação de vários princípios éticos que fundamentam as ações morais. Existe o momento em que Lola (Giselle Mota), a mulher que cospe fogo esconde para si parte do dinheiro que o circo tinha arrecadado com a venda dos ingressos. O que pode ser caracterizado como roubo.
         Também existe o momento em que um grupo de funcionários do circo suborna o delegado de uma pequena cidade, para não ficarem presos pelos problemas que causaram na cidade. Tanto o delegado da cidade está cometendo o erro de aceitar ser subornado, como os funcionários do circo estão errados por realizarem o suborno.
         O drama principal do filme é a crise existencial que o palhaço Benjamin (Selton Mello) tem. Ele está se perguntando qual o sentido e a finalidade de sua vida. A Ética pode ajudar a enfrentar esta crise, pois a finalidade última da ética é o bem e o bem mais excelente. E para tal, faz-se necessário que o Homem conheça este bem mais excelente, que é muito importante para a conduta de vida. Na medida em que o Homem conhece o bem mais excelente, ele se torna melhor capacitado para atingir o que é adequado. Seu pai Valdemar (Paulo José) diz a todo instante para seu filho Benjamin (Selton Mello): “Na vida tem que fazer aquilo que sabe fazer !”
         O palhaço Benjamin (Selton Mello) busca a resposta em sua mudança de vida, e descobre, qual é a conduta de vida, que tem que ter. É como se conhecesse o bem mais excelente, e se torna mais capacitado para atingir o que é mais adequado para sua vida, e decide voltar para o circo e continuar a ser um palhaço, mas um palhaço muito melhor, pois desta vez tem a consciência do sentido existencial de sua vida e conhece o bem mais excelente que sabe fazer, assim decide qual conduta de vida quer ter. O filme é uma jornada existencial com um final feliz, realizada pela livre escolha de uma vida.
 
 
Postar um comentário