Páginas

quinta-feira, 19 de junho de 2014

O Encontro Existencial com a Palavra !

        
         É pela unidade da língua, na fala ou na escrita, de significação própria e existência isolada. Expressão de pensamentos e emoções em linguagem verbal. Afirmação, declaração, instrumento de conversa sobre determinado assunto.
         Na medida em que fazemos um encontro existencial com a palavra (o logos), o que fica além do que se pode falar, do indivisível, do inefável, inteligente, espírito, pensamento, revelação divina, também supremo ato, lei, relação, tratado, ciência, estudo, razão, razão íntima das coisas, fundamento delas, exercício da razão, do juízo, razão divina, etc.
É a virada antropológica do Homem, que se faz mais humano por utilizar a sua razão, pelo uso da palavra ir de encontro com a sua Psique, espírito, sopro da vida, a alma, totalidade organizada dos processos conscientes e inconscientes.
Torna a trajetória histórica existencial humana uma aventura movida por revelações materializadas no tempo espaço passa de um estado animal para um estado humano. É a hominização em processo de evolução transformadora para a um ser “PSÍQUICO”. Dotado de atributos fisiológicos, mas complexo por está em transformação contínua, à expressão da existência de uma “INTELIGÊNCIA SUPERIOR”.
Este é o poder da “PALAVRA”, que em ação se faz “VERBO”, a ação transformadora do SER, em contínuo movimento e transformação, sem pertencer ao tempo e espaço, livre em si mesmo, podendo se expandir ao infinito, sem limite, que existe e faz existir o que do SER deriva.
Um encontro existencial com a palavra é um encontro existencial com o SER, que pela palavra deriva a sua manifestação na vida, é a sua ação criadora do mundo racional e sensível. Por onde existimos de forma finita, material, carregada de derivações do SER. Tornamos o antes impossível, agora possível, até onde podemos chegar?

“O limite existe para quem não acredita no infinito!”
(Keller Reis Figueiredo)
 
 
Postar um comentário