Páginas

domingo, 19 de março de 2017

Política Social é um Dever de Todos !



A política Social é um Dever de todos, principalmente nos países que apresentam enormes desigualdades socioeconômicas. A humanidade já atingiu um nível de consciência que não é aceitável manter os olhos fechados para as necessidades básicas do outro. No século XXI, início do terceiro milênio faz-se necessário adotarmos uma Ética voltada para o outro. O individualismo, o egoísmo, são vícios que devem ser eliminados da sociedade. As organizações do futuro serão aquelas que estejam comprometidas com as questões sociais, elas não terão um fim em si mesmo, mas estarão resolvendo problemas de relevante importância social.
A conduta ética predominante é liberal, através da hegemonia do capitalismo expandido pelo neoliberalismo. O resultado é uma concentração de renda brutal na mão de 1% da população a nível global. O sentido e significado de tudo isso é apenas a manutenção do poder nas mãos de poucos, que não se sentem comprometidos com a sociedade. É uma distopia social.
“O liberalismo passou a ser uma maneira de viver e governar condutas e não apenas uma gestão estatal da vida na biopolítica e dos corpos para a utilidade e a docilidade com a disciplina. A força de uma nação tem sido medida pela saúde de seus membros, pela educação, pelo modo de cuidar da infância, de gerir a família, de higienizar a cidade, de fazer os bens e o trabalho circular de maneira segura e com rapidez”. (LEMOS apud FOUCAULT, 2015, p.118)
“Biopolítica é o termo utilizado por Foucault para designar a forma na qual o poder tende a se modificar no final do século XIX e início do século XX. As praticas disciplinares utilizadas antes visavam governar o indivíduo. A biopolítica tem como alvo o conjunto dos indivíduos, a população. A biopolítica é a prática de biopoderes locais. No biopoder, a população é tanto alvo como instrumento em uma relação de poder. “Os instrumentos que o governo se dará para obter esses fins [atendimento as necessidades e desejos da população] que são, de algum modo, imanentes ao campo da população, serão essencialmente a população sobre o qual ele age". Biopoder é uma tecnologia de poder, um modo de exercer várias técnicas em uma única tecnologia. Ele permite o controle de populações inteiras. Em uma era onde o poder deve ser justificado racionalmente, o biopoder é utilizado pela ênfase na proteção de vida, na regulação do corpo, na proteção de outras tecnologias. Os biopoderes se ocuparão então da gestão da saúde, da higiene, da alimentação, da sexualidade, da natalidade, dos costumes, etc, na medida em que essas se tornaram preocupações políticas”. (Foucault, 1978, p. 277-293)
O equilíbrio social faz-se necessário para a construção de um modelo econômico sustentável, o que não é permitido pelo capitalismo em face de suas contradições internas existentes na sua maneira de ser. Representa a maior causa da crescente desigualdade socioeconômica presente no mundo. Inviabilizando biopolíticas, e a manutenção de um biopoder.
O Estado das nações tem um papel relevante e fundamental na criação e implementação de políticas públicas com vistas a tornar a sociedade mais justa. A iniciativa privada tem a responsabilidade de promover soluções para os problemas sociais, em parceria com as políticas públicas do Estado.
O mundo, que ainda não existe, pode ser criado, a realidade vigente pode ser transformada, na medida em que os valores presentes na sociedade sejam revistos e trabalhados para atenderem as necessidades da população mais carente e marginalizada.
Fechar o olho para os problemas sociais, e priorizar o lucro sem responsabilidade social, é fechar o olho para um futuro sustentável. Será inviável do ponto de vista político governar as sociedades, as demandas sociais terão tamanha dimensão, que fomentarão as revoltas e os distúrbios sociais, chegará a um ponto que haverá desobediência civil e a sociedade rumará para a barbárie. Será a instauração do caos social, a decadência da sociedade moderna. Para evitarmos tal destino, a Política Social passa a ser um Dever de Todos, e o modelo econômico vigente de um futuro sustentável é aquele que seja comprometido com as questões sociais.
Referência:
FOUCAULT, M. A governamentalidade. Em Michael Foucault, Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1978.
FOUCAULT, M. O governo da infância / Haroldo de Resende (Organizador). Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015. (Coleção Estudos Foucaultianos)

Postar um comentário