Páginas

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Ponto de Inflexão !

 
         A humanidade está mais uma vez diante de seu ponto de inflexão na sua história, em sua trajetória houve vários momentos de inflexão, os quais possibilitaram as mudanças para sobrevivência em vez da extinção.
         Mas o que é um ponto de inflexão ?
         “Em cálculo diferencial, um ponto de inflexão ou simplesmente inflexão, é um ponto sobre uma curva na qual a curvatura (a derivada de segunda ordem) troca o sinal. A curva muda de ter curvatura côncava para cima (positiva) para concavidade para baixo (curvatura negativa), ou vice-versa. Pode-se comparar com a condução de um veículo ao longo de uma estrada sinuosa, no ponto de inflexão no qual o volante é momentaneamente “endireitado” quando virado da esquerda para a direita ou vice-versa.”
         Parece-me, que necessitamos endireitar o volante da nossa história, pois a estrada da vida é sinuosa, repleta de curvas e cheia de adversidades. Uma das plataformas que possibilitará a manutenção do controle e direção do volante da história é a tecnologia, utilizada de forma racional com eficiência e eficácia. Pois estamos diante de enormes desafios que comprometem a possibilidade da continuidade da existência da raça humana. É como se a curva da história da vida estivesse com o sinal negativo e urgentemente precisássemos mudar o sinal para positivo, ou seja, estamos diante de um ponto de inflexão.

“Fazemos nossos caminhos e
lhe chamamos destino.”
(Benjamin Disraeli)

         Estamos caminhando para a conscientização de que é necessária a implantação de uma economia voltada para sustentabilidade, que se materializar através de decisões políticas, é o uso racional, eficiente e eficaz dos recursos naturais finitos. Há a necessidade da utilização de tecnologias disponíveis para tornar reais as novas decisões políticas. O futuro não será igual ao passado, mas caso venha possibilitar a vida humana, será um salto quântico, ou seja, de uma órbita gravitacional da vida para outra aleatória órbita gravitacional da vida.
         Um exemplo prático é a forma como a humanidade lida com a água potável. O recurso é finito, e hoje há uma parcela da humanidade que não tem acesso à água potável e ao saneamento básico. Uma solução é o reconhecimento da necessidade de alteração, onde haverá uma mudança do seu estado original das políticas públicas na gestão dos recursos hídricos. A lógica vigente não será o retorno financeiro de curto prazo, mas a necessidade de solucionar problemas de ordem social.
         Os verdadeiros líderes políticos serão os que estiverem comprometidos com as soluções de problemas de ordem pública. Quem tiver a atitude de maximizar a racionalidade do uso dos recursos naturais finitos. Quem tiver um discurso direto, transparente e comprometido com a verdade. Não há espaço para o discurso demagógico, com frases de efeito de inócua eficiência e eficácia. A realidade se fará valer pelos fatos, que cobrará atos compatíveis com a própria realidade.
         Está na hora da humanidade encarar a verdade, os fatos e as reais possibilidades para superar os desafios existentes. Já não há espaço para omissão, é a necessidade de ação pela continuidade sustentável da vida.

“Quem quiser alcançar um objetivo distante
tem que dar muitos passos curtos.”
(Helmut Schmidt)
 
 
 
Postar um comentário